Entrada seta Mais notícias seta Araguari tem 3.385 candidatos a aquisição de casas pelo Programa “Minha Casa, Minha Vida”
Araguari tem 3.385 candidatos a aquisição de casas pelo Programa “Minha Casa, Minha Vida” criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
23-Dez-2010

Prefeitura encerrou recadastramento, devendo promover os primeiros sorteios em breve

 Funcionários da Prefeitura trabalharam até à meia noite do dia 17, para atender todos aqueles que receberam sua senha

 Funcionários da Prefeitura trabalharam até à meia noite do dia 17, para atender todos aqueles que receberam sua senha

 

A Prefeitura concluiu o recadastramento das famílias candidatas a adquirir casas em construção em Araguari, financiadas pelo Programa “Minha casa, Minha Vida” da Caixa Econômica Federal. O recadastramento encerrou-se no último dia 17, em jornada que se estendeu até à meia noite, quando se completou o atendimento a todos que receberam senhas durante o expediente normal. As primeiras casas que irão a sorteio entre os cadastrados serão as 500 casas do Residencial Monte Moriá e as 445 do Residencial Portal de Fátima. 


Segundo a Secretária de Planejamento Tereza Cristina Griep chegou-se ao total de 3.385 inscrições, sendo 286 de idosos e 198 se declararam deficientes físicos, para os quais é reservada uma quota de casas, que são distribuídas para os mesmos conforme seleção efetuada pelos serviços de assistência social da Prefeitura, restando aos idosos e deficientes físicos que não forem contemplados nas respectivas quotas o direito de participar dos sorteios que serão realizados para os candidatos em geral. 


Após serem definidos os idosos e deficientes físicos que serão contemplados pelo sistema de quotas e realizados os sorteios, a Prefeitura vai encaminhar a relação de todos os contemplados para a Caixa, que fará o cadastro final destes candidatos. Assim, é preciso que todos os candidatos se mantenham alertas para não perderem as condições exigidas para serem contemplados antes da aprovação final pela Caixa (ser residente no Município, por exemplo), para não ser reprovado pela Caixa depois de sorteado ou selecionado pela Prefeitura. Somente depois deste novo cadastro junto à Caixa é que serão assinados os contratos, mesmo que o candidato tenha sido contemplado no sorteio ou selecionado como idoso ou deficiente físico
Tereza Cristina Griep, Secretária de Planejamento da Prefeitura, esclareceu ainda que as pessoas moradoras de colônias e em situação de risco (por exemplo, moradores que ocupam área de segurança do Presídio) não serão submetidas a sorteio, já tendo sido definidos pela assistência social da Prefeitura. Tereza Cristina Griep ressaltou que estas famílias pagarão prestações em torno de 50 reais por mês, no total de 120 meses, pagando, ao final, cerca de 06 mil reais pela casa, que tem custo aproximado de 40 mil reais, afora a valorização que estas casas já alcançaram com a rápida urbanização dos bairros onde se encontram, decorrentes de investimentos da Prefeitura em infra-estrutura e das próprias empresas construtoras, que expandem rapidamente a ocupação habitacional nestas áreas.
 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >